top of page

RPA – A sua incansável mão de obra!

A transformação digital é uma realidade presente em muitos negócios e ela está realmente aperfeiçoando processos, facilitando integrações e tornando as empresas muito mais eficientes, com menos custos, mais qualidade e mais produtivas.


São várias as ferramentas disponíveis, para todos os processos e para muitas finalidades.


Meu nome é Leonardo. Sou Gestor de BI & Analytics na StrategicData, e hoje vamos falar sobre RPA, a automação robótica de processos.



Do inglês Robotic Process Automation, a RPA está trazendo muito valor agregado aos negócios, tornando-os mais competitivos e mais estratégicos, pois permite que os colaboradores deixem de empregar o seu tempo em tarefas manuais e repetitivas e atuem focados em ações que tragam mais resultado e valor agregado para o negócio.


Mas afinal, do que estamos falando?


Segundo a Microsoft, a definição de uma ferramenta de RPA é esta:

“Uma ferramenta de RPA é um software que define fluxos de trabalho e configura bots para executar tarefas designadas em uma sequência lógica. Um robô pode realizar qualquer processo, em várias etapas, que ocorre em uma GUI – inteface gráfica do usuário -, com mais rapidez e sem erros. Portanto, uma ferramenta de automação de processo robótico acelera fluxos de trabalho manuais, sujeitos a erros, para que os funcionários possam trabalhar em tarefas mais valiosas.”

As rotinas de um departamento de Recursos Humanos ou Capital Humano, por exemplo, normalmente possuem muitos processos repetitivos. São muitos documentos, contratações, pedidos, recibos, informações e muitos outros. Dependendo do tamanho da empresa, são vários colaboradores dedicados a dar andamento a todas estas demandas. Uma ferramenta de RPA pode melhorar imensamente a eficiência operacional fazendo com que estas atividades sejam todas realizadas por robôs.


Outra aplicação muito comum é a conciliação bancária, que precisa ser realizada diariamente e que consome um tempo enorme de uma ou mais pessoas. Este tempo, que é dedicado às tarefas de baixa de arquivos bancários, cruzamento de informações e conciliação, poderia ser dedicado à tarefas mais estratégicas, como uma análise do fluxo de caixa, por exemplo, que é uma atividade que ainda não é realizada por um robô ou bot. (Aqui, uma ferramenta de BI, trazendo apoio para a análise e gerando insights seria muito mais eficiente, mas isso é papo para outro dia).


Além destas atividades descritas acima, como potenciais candidatas à automação, podemos incluir:

  • Cobrança de clientes

  • Processamento de pedidos de compras e reembolsos

  • A execução de cálculos complexos

  • Envio de e-mails e notificações

  • Atualização dados de clientes

  • Emissão e pagamentos automáticos de impostos

  • Conciliação tributária e fiscal

  • Emissão de Darfs

  • Emissão de certidões

  • Gerenciamento de banco de talentos


As principais vantagens da implantação de uma ferramenta de RPA são perceptíveis no curtíssimo prazo e são muito impactantes como resultado operacional. Destaco estas:


  • Otimização de pessoal – ponto muito importante e com maior resultado. As pessoas deixam de realizar tarefas manuais e repetitivas e podem focar em ações mais estratégicas e, novamente, com maior valor agregado. Podem dedicar-se a inovações e melhorias em processos.

  • Custos menores para o negócio – diretamente relacionada a vantagem anterior. As tarefas ainda são executadas em um tempo muito menor, sem erros e com muito mais eficiência.

  • Rápido retorno do investimento – ainda como reflexo das vantagens anteriores, o menor custo por atividade x pessoas mais eficazes, o retorno do investimento é acelerado e com muita consistência.

  • Satisfação do time – com menos tarefas operacionais e mais foco em estratégia, as pessoas tendem a se sentir mais envolvidas com o negócio e com o seu resultado. Isso aumenta o engajamento. É a política do ganha-ganha.

  • Custo reduzido de manutenção – depois de bem alinhado e configurado o custo da manutenção do bot é muito baixo. Muitas vezes reduzido à licença de uso e nada mais.

  • Maior escalabilidade – é possível duplicar bots com muita facilidade, ajustando uma parte do processo. Com isso é muito fácil aumentar significativamente o número de atividades realizadas por eles.


Apesar de todas estas vantagens, é preciso um bom planejamento para que um projeto de RPA tenha sucesso. Os gestores também têm uma função essencial para que todos entendam e apoiem esta iniciativa, pois substituir as pessoas, nos processos que dominam e estão confortáveis, acaba gerando dúvidas e incertezas, por isso um gestor tem a grande missão de trazer o time para o projeto, fazendo-os compreender que todos serão beneficiados já no curto prazo.


Ter um projeto piloto, com tarefas claras e bem definidas ajudará na validação do processo e da ferramenta.


Tarefas muito complexas, que exigem muitas análises ou que não oferecem uma real oportunidade de melhoria em suas execuções, não são as melhores para serem automatizadas. É sempre muito importante uma análise bem aprofundada sobre elas.


Preparar e capacitar o time para inovar e pensar em automação de tarefas rotineiras é um grande passo para a transformação do seu negócio. Da mesma forma, contar com um parceiro de negócios capacitado, é essencial para o sucesso de uma iniciativa de RPA.


Projetos de RPA podem ser iniciados com uma RPA pura, para algumas tarefas, ou fazendo parte de uma estratégia de automação mais completa. As automações trazem retorno no curtíssimo prazo. Mas é legal pensar e planejar no longo prazo e entender o cenário e todas as reais possibilidades de automação.


Automatizar é uma excelente escolha, não há dúvidas!


Quer falar sobre isso? Quer entender como a automatização pode ser aplicada no seu negócio?

Entre em contato com a gente nos nossos canais e vamos evoluir juntos!


Obrigado pela sua companhia! Desejo a você muito sucesso! Um abraço e até a próxima!

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page